A Alimentação do seu Gato

A Alimentação do seu Gato

 


Os gatos desenvolvem-se de forma extremamente acelerada nos primeiros seis anos de vida, atingindo 75% do peso corporal de um gato adulto. O seu corpo tem de produzir músculo, osso, pelo, dentes e um sistemaimunitário plenamente desenvolvido com uma rapidez extraordinária.
Assim, não é de espantar que necessitem de uma nutrição da mais alta qualidade, e em grande quantidade, para o conseguir.

NUTRIÇÃO DE GATINHOS
Os gatinhos são altamente curiosos relativamente ao mundo que os rodeia e precisam de muita energia para o explorar. Uma alimentação com fórmula especial para gatinhos deverá conter proteína em abundância para sustentar o desenvolvimento de órgãos e tecidos saudáveis, bem como níveis elevados de minerais essenciais, como cálcio, fósforo, magnésio, zinco e ferro, para ajudar a formar ossos e dentes fortes. Os gatos têm também uma necessidade particular de taurina, um aminoácido fundamental que promove um coração e visão saudáveis.

Não se esqueça de que as bocas dos gatinhos são mais pequenas do que as dos gatos adultos. Os croquetes de tamanho mais reduzido do que a maioria da alimentação própria para gatinhos tornarão mais fácil a tarefa de mastigar, libertando todos os nutrientes essenciais.

DESMAME
Naturalmente, o leite materno é o primeiro alimento ideal para qualquer gatinho, sendo rico em tudo o que necessitam, em particular as componentes que compõem as suas defesas naturais. Porém, apesar de apenas estarem preparados para o desmame a partir das seis ou oito semanas de idade, a maioria dos gatinhos começa a mordiscar alimentos sólidos por volta das três ou quatro semanas. Esta é a melhor altura para começar a dar-lhe alimentação especial para gatinhos – húmida ou seca. Caso escolha uma alimentação seca, esta deverá ser humedecida ou esmagada. Com gatos menos ousados, o melhor será espalhar-lhe um pouco nos lábios, para o incentivar a experimentar.

Não tente iniciar o desmame prematuramente. A transição para comida sólida demasiado cedo pode ser prejudicial para o estômago ainda pouco desenvolvido dos gatinhos. Comece com cerca de uma colher de sopa cinco vezes ao dia e vá ajustando a quantidade caso ele deixe comida na taça ou continue com fome. Durante o processo, inevitavelmente irá manter o leite materno como suplemento à alimentação atual. Habitualmente os gatinhos sabem a quantidade de que precisam, mas a mãe demonstrará de imediato se achar que o filhote já bebeu leite suficiente.

Tal como em qualquer idade, os gatinhos necessitam de doses frequentes de água fresca num bebedouro de cerâmica limpo. O leite próprio para gatinhos é um tipo de comida, e não um substituto da água – por isso, se decidir dar-lhe este leite, não se esqueça de adaptar a quantidade de comida de modo adequado.

ALIMENTAÇÃO
Os gatinhos têm estômagos pequenos (às oito semanas de idade têm aproximadamente o tamanho de uma noz) mas um grande apetite, por isso dê-lhes pequenas quantidades com bastante frequência. Isto deverá corresponder aos hábitos alimentares do seu gatinho.

• No princípio, o gato consome, pelo menos, quatro refeições por dia, o que lhe proporciona uma fonte constante de energia durante todo o dia. Caso não tenha capacidade para manter este regime, dê-lhe comida três vezes ao dia mas deixe-lhe igualmente um pouco de comida seca para ele petiscar se quiser.
• À medida que crescem, os gatinhos vão diminuindo gradualmente o número de refeições – primeiro para três ao dia e, depois dos seis meses de idade, para duas.
• Os gatos, por natureza, gostam de “petiscar”. Por isso, não se adaptam facilmente a comer apenas uma vez ao dia, como fazem alguns cães.
• Os gatos preferem alimentos que se encontrem à temperatura ambiente, por isso não lhes deve dar comida húmida que tenha acabado de ser retirada do frigorífico. Deixe estes alimentos aquecerem à temperatura ambiente um pouco antes de os servir.
Por volta das 10-12 semanas de idade, a transição para alimentos sólidos deverá estar concluída.

O QUE LHES DAR PARA COMER?
Existem muitas variedades de comida para gato no mercado – desde latas, saquetas, trays de alumínio a todos os tipos de alimento seco completos. Também encontra à venda vários snack e guloseimas. Em última análise, a opção por comida seca ou húmida diz respeito a preferências pessoais – suas e do seu animal de companhia.

• Dietas secas completas estão disponíveis em alguns pontos de venda específicos. Estas ajudam a remover a placa dos dentes e são de fácil utilização – basta pesar a quantidade necessária e colocá-la no comedouro do seu gato para ele comer o que quiser. O seu uso é prático, higiénico, de fácil armazenamento e tem um período de validade mais longo após aberta a embalagem do que a alimentação húmida.
• Contudo, alguns gatos preferem o aroma e a textura da comida húmida. Esta pode ter uma utilização mais prática, com as mais recentes latas e saquetas individuais, que garantem alimentos frescos e fáceis de servir a cada refeição.

ALTERAÇÃO DE DIETA
Durante as primeiras semanas de ambientação do seu novo gatinho, deve manter a mesma marca de comida para gato recomendada pelo criador ou centro animal de onde o trouxe, exceto se existirem problemas óbvios. Qualquer mudança pode ser complicada, e uma alteração à alimentação na mesma altura da adaptação a uma nova casa pode originar indisposições nos mais novos. Se, umas semanas mais tarde, pretender modificar a alimentação do seu gatinho, deverá fazê-lo de modo progressivo.

• Junte um pouco da comida nova à atual e misture-as.
• Durante um período de sete a dez dias, vá aumentando a quantidade de comida nova acrescentada, ao mesmo tempo que reduz a quantidade da antiga, até a transição estar concluída.

TRANSIÇÃO PARA COMIDA DE ADULTO
Embora os gatos habitualmente pareçam estar totalmente desenvolvidos por volta dos seis meses de idade, por dentro permanecem jovens gatinhos. Os ossos estão a fortalecer e os corpos a crescer, não devendo mudar para uma comida para gatos adultos antes dos 12 meses de idade. Novamente, esta alteração deve ser gradual, para evitar indisposições.

ÁGUA FRESCA, E NÃO LEITE
Certifique-se de que o seu gatinho tem sempre à disposição água potável fresca, mas não lhe dê leite. Ao contrário da crença geral, o leite de vaca não faz bem aos gatinhos, pois muitos tornam-se intolerantes à lactose pouco depois do desmame. Dê-lhe apenas a fórmula específica de “leite para gato” e confirme se é indicada para gatinhos, pois existem algumas apenas para gatos adultos.

CARNÍVOROS
Contrariamente aos cães, que vivem bastante bem com uma deita vegetariana equilibrada, os gatos podem ficar cegos, sofrer de outras condições debilitantes, e mesmo morrer se tiverem uma alimentação vegetariana. Os gatos são obrigatoriamente carnívoros, ou seja, têm de comer carne para sobreviver!

ALIMENTAÇÃO EXIGENTE
No geral, os gatinhos são muito simples no que diz respeito à alimentação, e comem sem problemas qualquer coisa que lhes ofereçam. Porém, alguns podem desenvolver alguns caprichos ou vícios à medida que vão ficando mais velhos. A ausência de uma dieta diversificada desde o início pode originar muita complicação na hora de comer, por isso é importante habituar o seu gato a comer vários sabores de ração e, às vezes, tipos de comida diferentes. Se só lhe der um tipo ou um sabor durante toda a vida, poderá vir a ter problemas se essa comida for descontinuada ou se uma questão de saúde obrigar a uma mudança de alimentação.

Se o seu gato não ficar minimamente convencido com a comida que lhe coloca à frente, não desanime e troque-a por outra. Os gatos são inteligentes e perceberão rapidamente que podem impor a comida que pretendem.

Se o seu gato estiver sem comer durante mais de 24 horas, ou se reparar noutros sinais invulgares relacionados com a saúde, consulte o seu veterinário.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Adicionou este produto ao carrinho:

Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais informações

As configurações de cookies neste site estão definidas para "permitir cookies" para lhe proporcionar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookie ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close