O seu cão está com excesso de peso?

O seu cão está com excesso de peso?

Obesidade nos cães: saiba com prevenir, quais as causas, consequências e tratamentos

Os nossos cães também podem sofrer de um dos mais graves problema de saúde que afecta um grande número de pessoas: a obesidade. Por ser um animal privilegiado, por poder desfrutar de bons pratos de comida e também poder compartilhar os nossos maus hábitos. Mas a diferença está no faco que os cães comem o que nós lhes damos, o que significa que os responsáveis pela má alimentação e obesidade canina são dos próprios donos. Já prestou atenção à qualidade da alimentação do seu cão? E à quantidade? Talvez esteja a cometer alguns erros, mas nós vamos ajudá-lo a mudar de hábitos para que o seu cão passe a ter uma vida mais saudável.

Como saber se o seu cão está obeso?

É importante distinguir que a obesidade apresenta-se mais como um acúmulo exagerado de gorduras do corpo do que excesso de peso, pois este excesso pode-se verificar-se também por uma retenção de água ou devido a uma massa muscular essencial.

Uma boa avaliação da quantidade de gordura é relativamente subjectiva porque depende de vários factores como a raça ou a morfologia do cão. A obesidade canina exterioriza-se fisicamente por uma certa deformação corporal, devida aos reservatórios de gorduras generalizadas ou localizadas em certas partes do corpo do animal. Para tirar a dúvida se o seu cão sofre de obesidade, leve-o a um veterinário. Para diagnosticar obesidade nos cães, o veterinário baseia-se na observação e apalpação do tecido adiposo que cobre o tórax: em estado normal, as costelas do cão são apenas discerníveis ao olhar, mais fáceis de apalpar.

Outros métodos podem ser utilizados para diagnosticar obesidade canina como fórmulas de equação de relação entre o peso do cão e o seu perímetro torácico. Pode-se também recorrer a tabelas de medidas editadas pelos especialistas de raças de cães, porque de uma raça para a outra as médias de peso variam muito.

Quais as consequências da obesidade canina?

Um cão obeso é mais propício a ter complicações de saúde do que um animal saudável. Entre os principais problemas encontramos: risco aumentado em cirurgias, se o animal precisar passar por uma cirurgia. Maior pressão sobre o coração, pulmões, rim e articulações. Agravamento de doenças nas articulações, como a artrite. Desenvolvimento de problemas respiratórios em tempo quente e durante exercício. Desenvolvimento de diabetes, entre outros problemas graves de saúde.

Como tratar a obesidade canina?

Os donos com cães obesos devem tomar urgentemente alguns procedimentos e precauções, são elas:

– Observar tudo o que o animal come durante o dia.

– Alimentar o animal várias vezes ao dia, com quantidades não muito grandes.

– Evitar dar-lhe guloseimas.

– Dar-lhe a beber bastante água.

– Impor-lhe um exercício físico regular.

– Estabelecer um plano de emagrecimento com o veterinário que o trata.

– Uma vez que o cão se encontre em forma, deve manter um regime de conservação para evitar a recaída.

Recomendamos também que lhe dê pequenas rações ao longo do dia com redução do seu valor energético. Mas cuidado! Se não toma adequadamente esta medida, existe o perigo de provocar carência. Deste modo, a solução é optar por alimentos preparados, que possuem todas as garantias nutritivas. Existem no mercado rações específicas para cães acima do peso, as chamadas rações light.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Ao continuar a usar o site, você concorda com o uso de cookies. Mais informações

As configurações de cookies neste site estão definidas para "permitir cookies" para lhe proporcionar a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar suas configurações de cookie ou clicar em "Aceitar" abaixo, você concorda com isso.

Close